Lei que libera “pílula do câncer” é sancionada pela presidente Dilma
Mirassol, 25 de Julho de 2017 - 21:46
Anuncie
Sobre
Contato
Lei que libera “pílula do câncer” é sancionada pela presidente Dilma


Pílula pode ser a cura do câncer? (Imagem: Divulgação)

 

A lei que autoriza a produção e comercialização da “pílula do câncer da USP” foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff, a confirmação saiu no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (14). O medicamento, alvo de polêmica quanto a sua real eficácia no tratamento da doença, agora pode ser usado por pacientes diagnosticados com câncer, desde que seja assinado um termo de consentimento e responsabilidade.

 

A Lei foi apresentada por 26 deputados da Câmara, o texto teve uma tramitação muito rápida no Congresso Nacional. Foi aprovado na Câmara dia 8 de março e duas semanas depois já havia sido aprovado também no Senado.

 

Pílula da USP

 

A fosfoetanolamina foi criada no Instituto de Química da USP por uma equipe de pesquisadores chefiada por Gilberto Chierice. Apesar da falta de registro, cápsulas da substância eram distribuídas gratuitamente pelo pesquisador no campus da USP em São Carlos. 

 

Há dois anos, o remédio parou de ser entregue, depois de uma determinação da própria universidade para que produtos experimentais não fossem entregues à população.

 

Comunidade médica

 

A comunidade médica, assim como a própria ANVISA recomendaram à presidente que vetasse a Lei, a principal justificativa é que ainda faltam estudos e pesquisas para confirmar se o medicamento não é uma ameaça à saúde de seus usuários.

 

 

Fonte: UOL

 

Publicado em 14/04/2016, às 11h30

 


BRASIL & MUNDO
GALERIA DE FOTOS
Galeria de Fotos (Todas as fotos)
MIRASSOL EM AÇÃO
E-mail: contato@mirassolconectada.com.br
Rua José Bonifácio, 26-27 - Centro - Mirassol/SP
17-3242-4049
Todos os direitos reservados a Mirassol Conectada
Desenvolvido por Making Of Comunicação