Renascer das cinzas...
Mirassol, 25 de Julho de 2017 - 21:43
Anuncie
Sobre
Contato
Renascer das cinzas...


A natureza sempre encanta aos olhos com sua beleza exuberante e com sua força. Após 17 anos sem florescer, uma espécie de flor típica da região do Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia, surgiu sobre tocos de árvores devastados pela queimada no ano passado, na Serra da Larguinha, entre os municípios de Palmeiras e Lençóis.


Flor da espécie Candombá (Foto: Reprodução - TV Bahia)

Flor da espécie Candombá (Foto: Reprodução - TV Bahia)

 

As flores candombá, de acordo com o botânico Abel Augusto da Conceição, da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), dependem do fogo para florir. "Essa florada exuberante e maravilhosa é uma cena extremamente rara. Essa população de candombá floresceu há 17 anos e somente agora deu flor novamente. Ela depende do fogo, e só floresce com o fogo. Então, se não pegar fogo não tem flor. Ela só existe dentro do parque nacional da Chapada. No caso do Candombá, ela floresce depois de 30 dias do fogo. Além disso, a quantidade de néctar é fabulosa", afirma o especialista.

 

 

Quem registrou as belas imagens do vale das flores, foi o fotógrafo Rui Rezende enquanto fazia trilha com um dos filhos através do Vale do Capão rumo a segunda queda d'agua mais alta do Brasil, a Cachoeira da Fumaça.


 

"Elas [as árvores] queimam completamente. Fica o toco preto, e qualquer pessoa que olhe vai ter certeza absoluta que aquela planta está morta. É uma cena fantástica. É coisa da natureza. O homem vem com o fogo, e a natureza vem com flores", comenta Rui.



 Vale das flores

Vale das flores 

 

 

O Incêndio

 

Incêndio na Chapada Diamantina (Foto - Edmar de Lima de Carvalho / ICMBio)

Incêndio na Chapada Diamantina (Foto - Edmar de Lima de Carvalho / ICMBio)


No total, foram devastados pelo fogo 51 mil hectares de vegetação, no período de 11 de Setembro até 04 de Dezembro de 2015. Esse número equivale a quase 3.500 estádios do Maracanã. Dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina, 15 mil hectares foram destruídos pelas chamas, que é uma área de preservação ambiental que inclui seis municípios.

 


Publicado 16/03/2016 às 15h10.

Fonte: http://glo.bo/21vrmLk

 

BRASIL & MUNDO
GALERIA DE FOTOS
Galeria de Fotos (Todas as fotos)
MIRASSOL EM AÇÃO
E-mail: contato@mirassolconectada.com.br
Rua José Bonifácio, 26-27 - Centro - Mirassol/SP
17-3242-4049
Todos os direitos reservados a Mirassol Conectada
Desenvolvido por Making Of Comunicação